O conselho de cada carta.

A função de um oráculo é revelar o inconsciente do consulente e através desta revelação, apresentar soluções para que o mesmo faça escolhas positivas em sua vida, assim que ele pode se realizar. 

Cada carta pode dar um conselho ou pedir uma ação do consulente ou aconselhar uma atitude, pois é ilusório pensar que as cartas ciganas farão um milagre na vida de cada um.

01-Cavaleiro: Parta para ação, faça os seus movimentos, se arrisque, vá em busca do que quer. Não tenha medo. Ouse. 

2-Trevo.....: Reavalie a sua estratégia, tenha força de vontade, desacelera. Os empecilhos são pequenos e logo você vai superar.

03-Navio....: Saia da zona de conforto, mude, viaje, busque outros horizontes, afaste-se do que te faz mal. 

04-Casa.....: Se organize, se equilibre, não saia do seu eixo. Busque se ordenar internamente. Tenha disciplina. 

05-Árvore...: Não tenha pressa, faça tudo com lentidão, construa a base, antes de crescer. Compartilhe, troque. Dê atenção a sua saúde e a sua família. 

06-Nuvens...: Nesse momento de nebulosidade, espere a ansiedade e a expectativa passarem, não alimente sonhos, ilusões ou devaneios em vão. Tudo passa, inclusive as dúvidas e preocupações. 

07-Cobra....: Não minta para si mesmo. Cuidado com mentiras e fofocas, não caia na armadilha da maledicência. Observe o que (e como) as pessoas dizem. Seja perspicaz, analise as situações com frieza para ser assertivo. Seja objetivo.

08-Caixão...: olhe para dentro de si mesmo, que escolhas tem feito e como se sente? O que você está aprendendo com as situações? Que crenças e conceitos podem ser mudados? Você está disposto a mudar alguma crença? Tudo é renovação e você está passando por um processo de transição. 

09-Flores...: Faça as suas tarefas com alegria, entusiasme-se. Tenha ânimo. Admire a arte. Admire a obra de arte que você é e se presenteie com bem querer e beleza. Se encante por você mesmo e vá paquerar. 

10-Foice....: Elimine o que não te faz bem, desista das situações que te causam desgaste. Acabe com relações que não te acrescentem em nada. Desapegue. 

11-Chicote..: Tenha garra, tome uma atitude, imponha-se, dedique-se, esforce-se, corra atrás do que você quer. Mas não exagera no chicote, para não gerar conflitos. 

12-Pássaros.: Liberte-se, siga em frente. Tenha fé em si mesmo, acredite na sua evolução. É o momento de você se desenvolver. 

13-Criança..: seja espontâneo, flexível e natural, mas não seja ingênuo nem inocente. 

14-Raposa...: Seja esperto, planeje, tenha foco e cautela. Espere o momento certo para agir. 

15-Urso.....: Use o seu instinto de preservação, proteja o seu espaço, mas cuidado como os excessos. 

16-Estrela..: Seja criativo, ouça a sua intuição. Fique atento a sua percepção. 

17-Cegonha..: Fique focado no presente, faças coisas diferentes, saia da rotina. Saia da mesmice, mude. 

18-Cão......: Seja fiel a si mesmo, dê e busque apoio aos amigos. Continue sendo sincero e verdadeiro.  

19-Torre....: Isole-se para conectar-se com a sua alma, silencie a mente, faça uma oração, medite, conheça-se espiritualmente. Entenda as situações que a vida está te dando. Aceite as lições que você precisa passar. 

20-Jardim...: Divirta-se, vá par ao social, convide ou aceite os convites para passear, espaireça a cabeça, tenha lazer, faça programas que te dê prazer. Mas cuide bem de si mesmo. Plante boas sementes para colher um belo jardim. 

21-Montanha.: Seja justo com você mesmo e com os outros. Acredite que você é capaz de enfrentar (e ultrapassar) qualquer dificuldade. Os impedimentos são necessários para te fortalecer. 

22-Caminhos.: Siga em frente, o caminho está livre de obstáculos, aproveite as boas oportunidades. 

23-Ratos....: Evite o stress, cuidado com pessoas ou situações que drenam a sua energia. Fique atento ao cansaço físico, quem te suga emocionalmente, cuidado com o desgaste mental e com a perda energética. Persista, não desista com facilidade. 

24-Coração..: Sinta mais o seu afeto, mantenha a sua autoestima elevada, momento de agir com o coração, demonstre o seu carinho. 

25-Aliança..: Crie vínculos, se relacione com as pessoas, comprometa-se com os seus objetivos, trabalhe em equipe, faça acordos. 

26-Livro....: Pesquise, se informe, estude, aprenda. Resguarde-se, preserve-se, não se exponha. 

27-Carta....: Fale, escreva, demonstre, expresse, procure o diálogo, converse, se exponha. 

28-Homem....: Procure a sua autonomia e independência. Seja prático e criterioso. Use o seu lado racional. 

29-Mulher...: Procure ser mais receptivo, use a sua sensibilidade, se deixe levar pela intuição. 

30-Lírios...: Busque a paz, procure se harmonizar, se tranquilize, seja generoso, tenha paciência. Fique sereno.

31-Sol......: Entenda, procure ter clareza, seja transparente, acredite no seu potencial. Admire o ser luminoso que você é. 

32-Lua......: Quais os seus desejos? Permita-se sentir, se deixe levar pela emoção, mas não seja passional. 

33-Chave....: Busque a solução para as suas questões. Sua vida só depende de você mesmo, use o seu livre arbítrio da melhor forma. Essa é a única saída para ser feliz. 

34-Peixes...: Se aprofunde em todas as questões, não fique no superficial. Tenha mais atenção na sua vida financeira.    

35-âncora...: Tenha firmeza para agir, procure a sua estabilidade, mas não se acomode nas situações.  

36-Cruz.....: Use a sua sabedoria interna, faça os sacrifícios necessários para a sua vitória, mas não prolongue o seu sofrimento. 

Baralho "Luz do Sol"

Eu gosto muito da arte japonesa, tudo é delicado e profundo, por isso escolhi criar um baralho com a temática do Japão. Um dia vou visitar este país incrível. 

Fiquei encantada com o resultado dos 4 meses de trabalho. Todos os detalhes foram "sentidos" na intenção de transmitir clareza e ao mesmo tempo leveza, pelos tons claros que o baralho carrega em si.




Quero registrar o meu agradecimento a Karla Souza por ter produzido o meu baralho. Estou satisfeita com o resultado. Agora você é a minha fornecedora.

Obrigada, José Fernando Martins de Oliveira, pelo belo vídeo que você fez para apresentar o baralho Luz do Sol e por estar engajado em produzir e divulgar os decks brasileiros. Convido os meus leitores a se inscreverem no canal Sorte Lenormand do YouTube.  

Tenho detalhes e curiosidades sobre algumas lâminas:

O cavaleiro (01) possui um Torii atrás dele, que é um portal tradicional que representa a entrada de um santuário ou de um local sagrado, demonstra que há um templo nas proximidades.

A casa (04), na verdade, é representada pelo templo dourado em Kyoto. Todo pavilhão está coberto por folha de ouro e há um lago magnífico ao redor do templo. 

A árvore (05) é um bonsai e fiz questão de deixar as raízes a mostra, para lembrar da base, da construção e do tempo. 

O caixão (08) japonês é branco mesmo, pois a cor do luto no Japão é branca. Não encontrei nenhum escuro, inclusive eles são ornamentados com flores, para uma imagem mais suave. 

As Flores (09) é representa pela ikebana, um arranjo floral com o objetivo de criar harmonia e alegria e cuja estrutura está baseada em três princípios básicos: o céu, a terra e a humanidade. 

A foice (10) japonesa se chama kama, uma pequena foice ninja, usada como arma ou ferramenta. 

A estrela (16) e o coração (24) são origâmi, que é a arte secular de dobrar papel, sem core ou cola. 

O cão (18) refere-se ao Akita ou Akita Inu é uma raça japonesa de grande porte, são animais dóceis, amigáveis e corajosos. 

A torre (19) é um dos templos da pequena cidade chamada Nikko, onde cinco estruturas são consideradas como o Tesouro Nacional do Japão. Há festivais anuais de primavera e outono com a "procissão de mil guerreiros."

O Jardim (20) é uma foto que eu tirei no Jardim Japonês de Buenos Aires. 

A montanha (21) é o monte Fuji ou Fuji-san, é sagrada por muitas religiões e é a mais alta do Japão, além de ser considerada uma das montanhas mais bonitas do mundo, pela sua beleza e simetria. Na verdade é um vulcão adormecido (está em inatividade há mais de 300 anos). Há cinco lagos que rodeiam o Monte Fuji.

A carta (27) representar os três sistemas de escrita: Hiragana, Katakana e Kanji. 

A Chave (33) e a cruz (36) foram adaptadas, pois não encontrei estes símbolos na tradição japonesa. 



Inspirado no baralho "Luz do Sol", no dia 06/08/15 lancei o 1º livro de colorir do baralho cigano - "Luz dos Sol colorindo As Cartas Ciganas", pela editora Autografia. 

Vou contar dois segredos:

01) Me senti uma verdadeira criança ao criar o livro, minha menina interior dava pulos de alegria dentro de mim e eu me imaginava colorindo cada página. 

02) Ele livro foi produzido em apenas uma semana, tamanha fluidez que ele me proporcionou. 

Espero que você se divirta como eu me diverti e que você possa expressar todas as suas cores. 

Carta 32 - A Lua, o reflexo das emoções - Por Tânia Durão


A lua é o satélite natural da terra, ela não é um corpo luminoso, mas reflete a luz do sol, daí as suas fases. A lua, simbolicamente, representa a grande mãe e, consequentemente, as nossas emoções, desejos e humores.  As nossas emoções variam, como as fases da lua também variam. 

Não recebemos uma educação emocional, não recebemos estímulos para nos tornarmos seres mais sentimentais, embora sejamos seres essencialmente sentimentais. 

As emoções nos conduzem pela estrada da vida. Não somos educados para sentir, muito pelo contrário, somos exigidos a pensar, a calcular, a manter o pensamento lógico. Mas não somos robôs, por isso muitos somatizam, no corpo, as dores emocionais.

Na condição humana de ser, passamos por várias fases e sentimos inúmeras emoções, embora algumas pessoas prefiram ser racionais, não acessam as suas emoções e, quando o fazem, não sabem como identificá-las e, o pior, não sabem como expressá-las de uma maneira eficaz. 

A função das emoções diz respeito à sobrevivência, as respostas aos estímulos do ambiente e como a pessoa se adapta em uma interação social.

"As emoções não são boas nem ruins, são a reação psicológica aos acontecimentos da vida" Gary Chapman - livro "As 5 linguagens do amor"

Que influência a lua exerce sobre a vida? Que influência as emoções exercem sobre nós? Como eu as identifico? Como eu as expresso?

Pela psicologia o homem possui 5 emoções básicas:

M = medo (carta 07)
A = alegria (carta 09)
R = raiva (carta 23)
T = tristeza (carta 15)
A = afeto/amor. (carta 24) Amor: o amor é dinâmico, é uma força que nos impulsiona a buscar o outro. O amor não é um sentimento. É, de fato, uma atitude. 

Emoções como: Vergonha, culpa/remorso, nojo, ciumes, inveja são emoções secundárias e aprendidas. 

Proponho uma reflexão sobre as fases da lua e as emoções:

Lua Nova representa o início, o começo de algo. Você sente medo diante de uma situação nova?

Lua Crescente representa o crescimento e traz a prosperidade. Você sente raiva quando algo dá errado? O que você sente quando algo sai do seu controle?

Lua Cheia representa o ápice. Você sente alegria ao atingir os seus objetivos? Você sente amor próprio por chegar onde chegou?

Lua Minguante representa o término, é o que precisa acabar, ir embora. Você sente tristeza quando algo se encerra? Você desapega com facilidade? Você tem medo de perder o que conquistou? 

Os ciclos da vida são assim, uma situação se inicia, se desenvolve, atinge a maturidade e se desfaz. Em cada fase do ciclo, as emoções nos mostram o que é confortável e o que se deve aprender. Por isso, o ideal é que estejamos sempre atentos em como nos sentimos e, posteriormente, em como nos comportamos. 

Lembre-se: Uma experiência gera uma emoção, que gera uma crença, que gera o comportamento de uma pessoa. Está tudo ligado. Pense nisso. 

"As emoções em nós, elas são muito rápidas, são instantâneas, o resto é memória, e a gente fica chamando esta memória, principalmente as desagradáveis..."
Monja Cohen - filme Eu Maior.

Eu indico assistir o filme "Divetida mente"



"Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi".
Roberto Carlos

" De uma coisa tenho certeza: é melhor sentir - qualquer coisa, ainda que não seja boa - do que não sentir coisa alguma.
Sempre que me pegava triste e decepcionada com algo, tentava me lembrar: "Ei, eu estou sofrendo. E isso quer dizer que tenho sentimentos. Sentimentos agora se esvaem por todos os poros do meu corpo. Fique feliz com isso. Você está viva".
Mas e aqueles que não sentem? Que se fecham para o mundo e não permitem que nada os penetre? Alegria, esperança, amor, dor...Não sentir nada dói mais do que sentir em demasia. Vai por mim."
Isabela Freitas em seu livro "Não se iluda, não".


O meu desejo é que você acesse as suas emoções, sejam elas quais fores, não se julgue, apenas aceite. Por pior que seja o que você estiver sentindo, se permita sentir, pois há algo a ser aprendido. E a emoção é passageira, ela não vai durar para sempre. E, se puder, expresse todo o seu sentimento. 

Combinações com a carta 24 - O amor.


Quero que o meu primeiro post de 2016 seja sobre o amor e suas manifestações. Quero sugerir uma REFLEXÃO, mais que isso, uma auto-reflexão sobre o modo como temos amado e o que temos a oferecer ao ser amado.  

Este é um post para quem espera encontrar um amor bacana, alguém para compartilhar a vida e ser feliz no afeto. 

Quero abordar a importância da autoestima, pois sem amor próprio não há como amar o parceiro(a). 

Você se ama? se considera? se valoriza? é carinhoso(a) consigo mesmo?? acredita nos seus talentos? aceita os seus defeitos? tenta melhorá-los? Ou você gasta a sua energia se achando feio(a), gordo(a), com celulites ou orelhas de abano? Você está mais focado(a) no externo ou no interno? Como anda o seu amor por si mesmo? 

O amor é o sentimento mais sublime que conhecemos. Me refiro ao amor que aceita, que acolhe, que impulsiona e faz crescer. Não falo do amor que impõe regras, que amedronta, que oprime, que sufoca, que impede a sua expressão....porque isso não é amor, é posse. Pense nisso. 

Mas o que é amor? O que é amar alguém? E sobretudo como EU estou amando? Você já refletiu sobre isso?

Muitas pessoas querem ser amadas, querem ser cuidadas (e paparicadas), querem que o ser amado atenda todas as suas necessidades emocionais. Algumas pessoas querem que o ser amado resolva os problemas criados por si mesmas. 
Outras pessoas colocam a sua felicidade na mão do outro (ledo engano! Não cometa esse erro). E muitos se iludem, achando que amam...

O amor é tão falado, tão esperado e tão banalizado no dias de hoje. Vejo nas minhas consultas  que as pessoas querem ser amadas, mas tem dificuldade de amar.  

Hoje em dia, no corre-corre da vida, as pessoas são descartadas e substituídas com muita facilidade, as relações não tem solidez (a fila anda numa rapidez incrível), os vínculos afetivos não se estabelecem. É tudo muito rápido, todos vivem com muita pressa e os elos afetivos acabam não tendo a chance de amadurecer...por isso muitos vivem desconectados (de si mesmos e dos outros), muitos sofreram desilusões amorosas, porque um dia acreditaram no amor, mas acabaram com o coração partido. Muitos reclamam de solidão e outros perderam a esperança em amar.

Eu não sou antiga não, nunca tive vocação para santa, mas hoje não existe mais o cortejo, a delicadeza, as pessoas vão dizer que não tem tempo. E o encanto se quebra. Pela velocidade dos acontecimentos, todos queimam etapas. 

Gosto da historinha que eu criei, na verdade nem criei, pois antigamente era assim. Uma relação amorosa "deveria" ser construída com todas as suas etapas, através das cartas abaixo:  

Um casal se conhece, pode ser apresentado num evento social por amigos ou se esbarram em um shopping. Primeiro surge a paquera (09), vem a troca de olhares, os sorrisos, o interesse mútuo aumenta. Aqui o nosso casal pode trocar o whatsapp (pois telefone é coisa do passado), o que pode levar a um encontro ou não. 

Mas hoje se vê a foto na rede social ou em um aplicativo de relacionamento, para surgir um interesse ou não. 


Depois vem o convite para sair e acontece os primeiros encontros (20). Pode ser um chope, um jantar, um cinema, um passeio em um parque ou o encontro por ser marcado em alguma balada.
Esta fase é crucial, pois o casal vai conversar para se conhecer melhor, vai se observar mais, vai encontrar (ou não) afinidades, mesmo cada um querendo mostrar o melhor de si. 



Após alguns encontros e depois de concluídas as duas fases acima descritas, da paquera (09) e dos encontros (20), pode vir o namoro (12), com leveza, com alegria, onde o nosso casal decide se vai seguir adiante ou não. Os pombinhos poderão voar juntos, com cumplicidade e vão poder desenvolver ainda mais o relacionamento. 






E por fim gerar um relacionamento (25) afetivo (24)e estável (35).



Mas hoje tudo começa pelo sexo (07), se for bom, talvez, possa ter uma outra saída. Isso se não aparecer outra pessoa mais interessante. Basta ver o que acontece nos aplicativos de relacionamento (é o que ouço nas minhas consultas). Nada contra o sexo, pelo contrário, é saudável e faz bem, pois a relação sexual é o momento da entrega. Sei que em alguns momentos, as pessoas querem curtir a liberdade, não querem se prender a ninguém e só querem curtir o momento. Tudo bem, mas que isso fique bem claro para o parceiro(a), assim o/a outro(a) pode decidir se continua ou não com você. O que estou demonstrando é a queima de etapas, o que não é favorável para a construção de uma relação afetiva. 

Se você (realmente) quer construir (05) uma relação (25) afetiva (24) fixa (35), pare e pense um pouco. 
Como tem sido o seu comportamento na questão amorosa? 
Quais são os seus anseios?
Quais são os seus medos? 
Que tipo de relação você está buscando? 
Você se importa com o(a) seu(ua) parceiro(a)? 
Se interessa pelo que o outro faz? 
Você se importa pelo que o outro está passando?
Você se sente pronto para se doar? para se dedicar? 
Você se sente pronto para ter paciência? 
Você se sente pronto para conversar? 
Você costuma se colocar no lugar do outro?
Você demonstra o seu afeto? Ou prefere as DR´s? Ou foge delas?
Você se sente pronto para ser leal (18) ao seu(ua) parceiro(a)? Pense um pouco, faça uma autoanálise e perceba qual é o seu ato de amar. 

Faz-se muitas exigências do outro, espera-se muito do outro. Cria-se muita expectativa. Mas e você? Qual é a qualidade (isso mesmo qualidade) do seu ato de amar? O que você tem a oferecer? 

Exigir muito e nada oferecer se chama vampirismo, é querer sugar o que o outro tem. Nenhuma relação dura muito tempo se não estiver equilibrada em dar e receber. E se não houver troca, se não houver uma partilha justa, a relação não vai se sustentar. Pense nisso. 

Descrevo abaixo as combinações sobre a carta 24-coração, pois fazem sentido para mim. Coloquei em negrito as combinações que são nocivas para o amor.  

24+01= impulso afetivo, pressa em amar, alguém em busca do amor. Ou qualquer um serve, para não ficar sozinho. 
24+02= não há pressa em amar. Ou coloca empecilhos no amor, pois amar dá trabalho. Quando conhece alguém, bota defeito. 
24+03= amor distante. Ou amar alguém que vive longe. Ou sair da zona de conforto para encontrar um amor. 
24+04= amor convencional. Ou um amor que gera equilíbrio. Um amor aconchegante, que tem colo e conforto. 
24+05= amor pela família. Amor que troca, um amor que está sendo construído e que vai crescer. 
24+06= fantasias e expectativas afetivas. Paixão platônica. O outro não é visto com clareza. 
24+07= medo de amar, medo de se entregar ao amor. Ou alguém que gosta de sexo. 
24+08= Autoestima, amor próprio. Ou alguém que ainda não está pronto, mas está se preparando para amar. 
24+09= amor romântico, cheio de amor para dar. 
24+10= alguém que desistiu de amar ou não ama mais. O amor acabou.
24+11= amor controlador ou ama controlar/dominar o outro. Um sentimento que gera conflitos. 
24+12= amor cúmplice. Ou alguém que ama livremente, sem prisões. Um amor que sustenta o voo do outro.  
24+13= coração de criança, inocência no âmbito afetivo. 
24+14= amor desconfiado, tem cautela no lado afetivo. 
24+15= coração de mãe (maternal), amor cuidadoso. Ou amor possessivo, ciumento, um amor que sufoca. Sempre digo que uma mulher deve ser apenas mulher e não mãe dos seus parceiros.  
24+16= proteção espiritual no âmbito afetivo. Ou saudade de alguém.
24+17= surpresas afetivas. Ou alguém que foge do amor. 
24+18= Amor parceiro, companheiro. Um amor leal e sincero.  
24+19= o destino de todos é amar. Ame a sua vida. Ame quem você é. Ou alguém que está recolhido (fechado) para o amor.
24+20= um amor que cuida, que zela sem sufocar. Também vejo autoestima.  
24+21= há um bloqueio afetivo, um muro enorme de proteção. Resistência em amar. 
24+22= caminho aberto para o amor, não há impedimento. 
24+23= mágoas, ressentimentos, coração ferido. Ou alguém que suga o seu afeto. 
24+25= compromisso afetivo, relação afetiva. 
24+26= coração que se preserva afetivamente. Alguém que não expressa o que sente. 
24+27= expressar o que sente e como se sente. O amor que é demonstrado. 
24+28= o amor/carinho/afeto de um homem.
24+29= o amor/carinho/afeto de uma mulher. 
24+30= amor sereno e que gera harmonia, um coração generoso. 
24+31= uma alma afetuosa. Ou alguém que ama com transparência.
24+32= uma pessoa passional, muito sensível, age emocionalmente.
24+33= As pessoas tem o livre-arbítrio para amar, soluções afetivas. Ou amor é a única saída. Há uma predisposição para amar. 
24+34= amor profundo, com intensidade. Ou alguém que gosta muito de dinheiro. 
24+35= amor estável, fixo. Ou amor dependente e acomodado. 
24+36= pessoa que faz sacrifícios por amor ou acha que amar é sofrer, amar é um fardo. 

Carta 18 - Cão, o melhor amigo do homem.

Hoje eu quero contar uma história pessoal, esta experiência realmente mexeu comigo...e tem me ensinado muito. 

Quem me conhece de perto sabe o quanto sou apaixonada por animais e o meu maior fraco, é claro, são os cães. Sempre quis ser veterinária e nunca (nunca mesmo) me passou pela cabeça ser cartomante, mas assim é o destino. 

No dia 07/11/15 chegaram dois amigos chilenos que me disseram que Andes, da Cordilheira dos Andes, significa "a primeira luz do dia". Neste mesmo dia encontrei uma cachorra na rua, debaixo de chuva, tremendo de frio e de medo. Olhei para os lados sem saber o que fazer, porque ela estava com uma coleira roxa e achei que o dono pudesse estar por perto. Não resisti e a trouxe para casa. Sequei a cachorra toda até ela parar de tremer. Ela é mansa e muito inteligente. Dei pão, a única coisa que eu tinha, mas a fiz sentar com o comando de "senta", o que ela aprendeu com rapidez. Logo depois a cachorra adormeceu de exaustão. 

Tirei uma foto dela e pus no facebook com os detalhes de onde a encontrei, para que os meus amigos me ajudassem a encontrar o dono, o que fui prontamente atendida. A foto dela se espalhou rapidamente e consegui 52 compartilhamentos. Isso me deixou bem feliz e orgulhosa dos meus amigos, pois ainda podemos contar com a solidariedade das pessoas. 

Aproveitei o momento e resolvi ir ao mercado comprar ração, apesar da chuva torrencial. Juro, a intenção foi "apenas" comprar ração, mas também comprei dois potes com cores diferente, um para água e outro para comida e comprei outra coleira amarela. E também comprei um brinquedo. Sim, sou dessas!! Só não comprei shampoo, porque achei muito caro. 

Ao voltar para casa encontrei a cachorra latindo muito alto e completamente nervosa. Quando abri a porta, nem pude deixar as compras ou tirar a bolsa do ombro. Ela pulou sobre mim, como quem pede colo, como quem pede proteção, como quem pede, desesperadamente, para que eu não a abandonasse mais. O coração dela batia descompensadamente. E o meu coração se derreteu. Ficamos abraçadas por uns longos 5 minutos até ela se acalmar e foi nesse instante que dei à ela o nome de Andes, a primeira luz do dia, em homenagem aos meus amigos chilenos que chegaram no mesmo dia.  

Após dar ração e água nos potes novos, brincamos um pouco com a salsicha de plástico que comprei para ela. Depois tomei o meu banho, enquanto ela ficou no banheiro e fomos dormir. 

No domingo pela manhã dei um banho caprichado na Andes, com sabão de coco mesmo, pois, confesso, ela não estava com um cheiro agradável. Logo após o banho ela se jogou no meu sofá e me olhou como quem diz: aqui é o meu lar e sou a dona da casa. Tive que rir.

Apesar de amar animais, o meu apartamento é bem pequeno e não possui o espaço necessário para eu ter um cachorro. Como trabalho muito, não tenho tempo para me dedicar a um mascote como ele merece. 

Como o dono da Andes não foi encontrado, resolvi que a deixaria na feira de adoção de animais aqui perto de casa e informaria isso no facebook. 

Eu já estava no corredor do meu andar, esperando o elevador, quando uma vizinha abre a porta, me olha e pergunta: 

Vizinha: Era ele quem estava latindo?
Eu: Sim, mas não é ele, é ela. A encontrei ontem na chuva, tremendo de frio e vou deixá-la na feira de adoção. 
Vizinha: Como ela é linda, como se chama? 
Eu: Eu coloquei o nome de Andes, a primeira luz do dia. 
Vizinha: Que fofa e como é meiga.
Eu: E super inteligente, já entendeu o comando "senta". Quer ficar com ela? 
Vizinha: Eu posso? Adoraria (já com a Andes no colo). Vou dar o nome de Xuxa.  
Eu (que percebi carinho e generosidade em seu olhar): Sim, pode ficar, te dou os potes, a ração e o brinquedo que eu comprei, mas vamos ficar amigas no facebook. 

No mesmo dia, a minha vizinha me envia uma mensagem dizendo que foi passear com a Andes (ou Xuxa) na rua e que uma mulher a chamou pelo verdadeiro nome - Rebeca - e que ela pulou, toda feliz, para o colo do dona, com aparência de moradora de rua. A minha vizinha a entregou para a dona, pela felicidade demonstrada por Rebeca. 

Semanas depois eu levei os meus amigos chilenos para o Pão de Açúcar. De repente vi um grupo de moradores de rua e um menino, descalço, que levava uma cachorra pela coleira. A cachorra se parecia muito com a Andes. Perguntei ao menino o nome da cachorra e ele me respondeu Rebeca. Perguntei se ele a tinha perdido e ele disse que sim. Me arrepiei toda, pela coincidência do encontro. 

No aniversário da minha sobrinha estávamos andando pela rua, quando vimos uma moça, bem magra, descalça e descabelada, levando uma cachorrinha pela coleira. Perguntei à moça o nome da cachorra e ela me disse Rebeca, então ela me olha nos olhos e me pede para comprar absorventes. Sim, as moradoras de rua também menstruam. Ela não me pediu dinheiro, me pediu um artigo feminino. Meu coração se enterneceu, pedi que ela esperasse enquanto eu ia na farmácia. Quando voltei ela estava no mesmo lugar e entreguei os pacotes de absorventes, mas antes de partir, afaguei a Rebeca. 

No domingo seguinte, após um passeio, eu voltava para casa, quando vi a mesma moça, ainda descalça, descabelada e vestindo o mesmo short e a mesma blusa, encostada no muro de uma casa, acompanhada, apenas, pela Rebeca. Essa cena me remeteu a solidão, a rejeição e ao abandono. Fiquei pensando na moça e no nosso encontro. E me senti culpada, pois nem perguntei o nome dela. Então comprei um kit higiênico, com sabonetes, escova e pasta de dente, shampoo e condicionador e, claro, mais dois pacotes de absorventes, mesmo sem ter a certeza de encontrá-la outra vez. 

Apesar do forte calor, penso em andar pelas ruas do meu bairro para procurá-la, mas não foi necessário, dias depois encontrei a moradora de rua com a Rebeca aqui perto de casa. Pergunto o seu nome e ela me diz que se chama Fabiana, foi então que percebi que faltam alguns dentes na parte superior. Peço para ela me esperar pois tenho um presente para ela. Então ela me pede roupa, pois só tem aquele short e aquela blusa. Me surpreendo e me entristeço. Respondo que vou ver o que posso fazer, pois não sou magra como ela. Foi quando ela me olha nos olhos e pergunta: Quando? Este quando representa a real necessidade de uma pessoa, pois a necessidade não pode esperar. Digo novamente que vou ver o que posso fazer. Corro para casa e separo algumas roupas de ginástica, pois certamente caberia nela. Volto ao mesmo lugar, dou o kit higiênico e as roupas de ginástica.

Como o sol está a pino e faz um calor insuportável, peço que ela me empreste a Rebeca, para eu dar um banho nela. E peço para ela me esperar para que eu pudesse devolver a cachorra. E ela simplesmente me entrega a Rebeca. Fico aliviada e satisfeita pela confiança que a Fabiana deposita em mim. Venho em casa, dou um super banho na Rebeca, com o mesmo sabão de coco e ela parece mais ativa, após se refrescar. 

Quero registrar que o Restaurante Cozinha da Anita deu uma quentinha (de comida fresca e não resto de comida) para a Fabiana e outra para a Rebeca. Parabéns aos proprietários do Restaurante por este gesto generoso.

Devolvo a Rebeca e pergunto se Fabiana precisa de mais alguma coisa, ela pensa um pouco e responde que não, que não precisa de mais nada. Então me despeço e quando estou indo embora, Fabiana me chama por "tia" e pergunta se eu posso comprar um pacote de paçoca para ela vender. Digo que vou comprar e que tenho certeza que ainda vamos nos encontrar mais uma vez. Pergunto se posso tirar uma foto dela, mas ela se recusa, com a mão na cabeça e diz: o meu cabelo está muito feio....e estava mesmo.  

Volto para a casa pensando como um simples gesto pode mudar o dia de uma pessoa, um simples gesto pode levar esperança para quem já perdeu a esperança. 

Rebeca e Fabiana me emocionaram e tenho aprendido muito com elas, pois às vezes, só precisamos de uma pequena oportunidade para nos tornarmos seres melhores. 

Já comprei dois pacotes de paçoca para entregar a Fabiana e vou comprar uma ração para a Rebeca. Sei que vamos estar juntas outras vez. Sei que posso ser útil.




Não, eu não viro a cara para o abandono. Também não viro a cara para a dor. 

Sim, eu consigo enxergar os "invisíveis" e meu coração se enche de compaixão por estas almas passarem por uma prova tão dura. 

Parabenizo a Sara e o Alexandre, os sobreviventes invisíveis da calçada, por cuidarem de 5 cães e 3 gatos. Assim como tantos moradores de rua que resgatam e cuidam de animais e os tratam bem. 

Parabenizo a todos os profissionais do vídeo acima: 

01) Ao fotógrafo Eduardo Leporo, que lançou o seu olhar e a sua máquina para registrar os invisíveis e seus animais de estimação, inclusive lançou o livro "Moradores de rua e seus cães". 

02) A Camila e outros veterinários por cuidarem e castrarem alguns animais de rua. 

03) A Miriam que trabalha com tosa de animais. Transforma suas gorjetas na caixinha de gorjeta para o "Projeto moradores de rua e seus cães" em benefício para essas pessoas. 

04) A marca Baw Waw, por doar a ração e por unir esforços para ajudar aos moradores de rua e seus animais de coração. 

05) Ao Richard Rasmussen e sua equipe por fazer a reportagem e a Band por transmitir.

Enalteço aos amigos que se importam e que podem fazer a diferença na vida de outras pessoas. 

Não adianta olhar, você pode agir, com pequenos gestos. Não perca a oportunidade de distribuir os seus lírios (30).

Feliz natal e um 2016 de paz

Este ano de 2015 foi um ano de mais algumas conquistas na minha vida, trabalhei muito (acho que foi o ano que mais trabalhei na minha vida), lancei os meus livros: "As Cartas Ciganas uma visão holística", "Luz do sol colorindo As Cartas Ciganas" e o baralho "Luz do Sol", participei do evento "Nova Consciência" em Campina Grande a convite do meu amigo Alexsander Lepletier, o que foi importante para mim, fui mais uma vez na Mystic Fair, onde atendi tanto que nem consegui comer. Organizei a IV Mesa Redonda sobre As Cartas Ciganas que foi incrível, a cada ano que passa nos superamos e só tenho que agradecer a toda a equipe, a todos os profissionais que fazem parte e que contribuem pelo sucesso do evento (à vocês, a minha gratidão profunda). 

Neste ano de 2015 conheci muitas pessoas, fiz novos amigos, aprofundei amizades, viajei (ADORO) para o Deserto do Atacama (mesmo não dando para subir o Vulcão Lascar), ri muito, me diverti, me cansei muito, minha madrinha voltou para a casa espiritual, chorei também (me faz bem), me reinventei...eu vivi. 

Vivi da melhor maneira, eu dei o meu melhor, todos os dias eu me esforço para eu me melhorar como pessoa, como profissional, como espirito. E que eu aprenda sempre, que eu continue aberta para a evolução. 

Mas está chegando a hora de me despedir deste ano tão intenso, ainda resta um pouco de cansaço sim, mas na minha alma fica a certeza de que foi um ano muito bom, por tudo que passei, por tudo que aprendi, pelo que ensinei, talvez nas minhas aulas, talvez com o meu exemplo, mas sobretudo, pelas experiências que passei.

Desejo (32) a minha família (05), aos meus amigos (18), aos meus alunos e clientes (26) um natal recheado de saúde (05), paz (30) e prosperidade (05) financeira (34), afetiva (24) e intuitiva (16).

Desejo (32) que novos vínculos (25) sejam construídos (05), com uma partilha equilibrada (04), onde dar e receber sejam uma constante para que o fluxo das relações possam crescer (05) e se firmar (35) com harmonia (30). 

Para o ano de 2016, desejo (32) muita união (25) entre você e as pessoas que te rodeiam, que o seu afeto (24) seja demonstrado (27) livremente (12), desejo (32) que o seu esforço (11) profissional (26) te traga novas oportunidades (22), desejo (32) que a sua criança (13) interna seja alimentada com doçura (30) e que ela te traga mais prazer e mais alegria (09). 


Desejo (32) profundamente (34) que você seja a paz (30) que este mundo precisa, que você distribua cada vez mais a sua generosidade (30) e solidariedade (24), que a sua autoestima esteja sempre elevada, que a sua fé (12) em você mesmo seja o seu foco (14) principal.

Desejo (32) que você se renove (08) e que se realize (31)!!!!

Carta 12 - O voo dos pássaros

Livre para voar, livre para ir e vir e voltar ou seguir a diante. Livre para partir, ir embora. Livre para ir além e cada vez mais alto. 

Livre para ver cores, ouvir sons diferentes, sentir cheiros bons ou estranhos, saborear paladares novos e surpreendentes, livre para dar e receber abraços aconchegantes. Livre para enxergar o outro como um igual, apesar de todas as diferenças.  

Livre para viajar, para experimentar outras culturas, conhecer novas pessoas, fazer novos amigos. Livre para amar. Viver com liberdade.

Livre e desprendido, sem apego, sem amarras, sem prisão. Simplesmente livre, leve o solto.

Somos livres para acreditar na energia que emanamos e que vamos atrair pessoas afins, iguais ou bem parecidas a nós, que essas pessoas vão nos ajudar a sustentar o nosso próprio voo e que elas não são obrigadas a nos esperar na linha de chegada. 

A liberdade adora a igualdade, por isso entenda que todos são iguais, embora cada pessoa esteja em um estágio diferente de evolução. Todos vão ascender, cada qual no seu devido tempo. 

Tenha em si mesmo, acredite na sua percepção, em  seus talentos, nas suas capacidades. Acredite nos seus esforços. Tenha fé na vida, creia nas energias que te protegem (sejam anjos, guias ou mestres espirituais). Acredite no criador e siga adiante para alçar voos cada vez mais altos.





"Felicidad, eso es lo que tú me dás
Felicidad, cada mañana al despertar
Felicidad, desde ti y para siempre...
...los pajaritos cantan al verte sonreir,
es que tu amor al mundo logras transmitir"




Dedico este post a dois pássaros cúmplices e companheiros, que acreditam na vida, são livres e espalham leveza por onde passam. Espero encontrá-los em outros voos. 

Danny y Magdalena, muchas gracias por tanto que recebi de ustedes. Fueram dias felices, con muchas risadas, donde pude relajar y disfrutar todos los dias que estuvimos juntos. Vos extraño!!